Pesquisar
Close this search box.

A trajetória da bolsa brasileira de valores até a chegada da B3

A trajetória da bolsa brasileira de valores até a chegada da B3

A antiga bolsa brasileira de valores “Bovespa” em 2023, a Bolsa, Balcão, Brasil (B3), completa 133 anos. Vamos conhecer um pouco da história do mercado de ações brasileiro e do mercado de capitais nacional, que começou há mais de duzentos anos. 

Dê uma olhada no mercado de ações no Brasil e como o mercado financeiro do país evoluiu. Vamos contar um pouco sobre essa história e como chegamos até aqui, além de comentar alguns acontecimentos e riscos que o mercado de capitais brasileiro experimentou ao longo desses dois séculos de história. 

BOLSAS REGIONAIS ANTES DA BOLSA BRASILEIRA B3

A bolsa brasileira de valores hoje a B3 – Bolsa, Brasil, Balcão, mas nem sempre foi assim. Até 2017, o nome era BM&F Bovespa. Antes disso, até 2008, a Bovespa era separada da Bolsa de Mercadorias e Futuros. 

Voltando um pouco mais na história, vemos que o Brasil tem diferentes bolsas dependendo do estado. As bolsas do Rio de Janeiro, Bahia, Paraná e até de Santos, com a antiga bolsa oficial do café, se tornaram a maior bolsa do mundo para o principal produto agrícola brasileiro. 

Como muitas outras bolsas. No total, ao longo da história, foram 27 bolsas estaduais. 

É muito interessante como começou a bolsa na terra dos tupiniquins, agora vamos entender. 

BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO ESTÁ ALCANÇANDO O SUCESSO

Desde o início, a bolsa brasileira de valores de Salvador tem um papel de desenvolvimento mais regional, como outras bolsas de valores estaduais. Por outro lado, a bolsa do Rio de Janeiro, teve importância nacional por décadas e foi por muitos anos a bolsa mais importante do Brasil, tendo vivido seu apogeu de 1950 a 1960. 

Formou muitos grandes nomes do Brasil, alguns dos quais ainda estão ativos hoje. Porém, após o estouro da bolha especulativa brasileira em 1971, gradativamente foi perdendo posição para a bolsa brasileira de valores de São Paulo em termos de participação no desenvolvimento do mercado de capitais. 

Em 1989, outra crise, agora relacionada às operações de Naji Nahas, levou ao enfraquecimento da bolsa brasileira de valores do Rio de Janeiro. 

A essa altura, a BVRJ, conhecida como Bolsa do Rio, certamente perdeu para a Bovespa, que assumiu o posto de maior bolsa de valores do Brasil e da América Latina. 

Embora tenha estado no centro do processo de privatizações no Brasil na segunda metade da década de 1990 e organizado leilões de empresas de telefonia pública, mineradoras (como a Vale do Rio Doce) e siderúrgicas (como a CSN e outras), atualmente a Rio e as Bolsas de Valores da Bahia apenas limitam suas atividades como bolsa de valores brasileira que desenvolve atividades de fomento e popularização do mercado de capitais.

UNIFICAÇÃO DAS BOLSAS, ASSIM NASCEU A BOLSA BRASILEIRA B3

No ano de 2000, as duas maiores bolsas do Brasil, Bovespa e BVRJ, começaram a unificar outras bolsas que operam no Brasil. 

Além de ambos, possui as seguintes bolsas regionais:

  • Bolsa de Minas, Espírito Santo e Brasília;
  • Câmbio Extremo Sul;
  • Bolsa de Valores de Santos;
  • Bolsa da Bahia, Sergipe e Alagoas;
  • Bolsas de Valores de Pernambuco e da Paraíba;
  • Bolsa de Valores do Paraná; e
  • bolsas regionais

Ficou acertado que a partir de então todas as ações passariam a ser negociadas na Bovespa. 

Com a Bolsa de Valores do Rio, apenas títulos públicos permanecem negociados eletronicamente. 

TECNOLOGIA  MUDA FORMATO DE NEGOCIAÇÃO DA BOVESPA

A modernização está agora a todo vapor e e com isso as bolsas de valores regionais se fundiram.

 São dias tristes para muita gente no mercado, porque muita gente já trabalhou lá. No final da década de 1990, cerca de 1.500 operadores trabalhavam na operação da Bovespa, na sala de pregões, para fechar as dezenas de milhares de negócios já realizados. Por fim, em 2017, a BM&F Bovespa se fundiu com a Cetip (Central de Custódia e de Liquidação Financeira de Valores), certificadora oficial do mercado e registradora de títulos privados, que também atua no mercado. Daí a bolsa brasileira de valores , passou a se chamar B3 Brasil, Bolsa Balcão.

Olha que legal

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.